Índice

(41 artigos)
12 DE JUNHO DE 2013

O peso e a leveza da água

“A água é um fio condutor, que desestabiliza e acolhe, um abrigo/abismo para onde tudo se dirige” Resenha de Isadora P. – blog Desencaixotando Rita.

Quem é Elena?

Assista agora: Quem é Elena?

0 visualizações no YouTube! Wagner Moura, Fernando Alves Pinto, Letícia Sabatella, Rafael Cortez, Júlia Lemmertz, Alexandre Borges e Leticia Persiles se perguntam quem é ela. Você não ia querer conhecer Elena... ou ia?

Trailer oficial

Assista ao trailer de ELENA

Assista ao trailer aqui ou em nosso canal no YouTube.

publicado em 3/9/2013
Seguir em frente

por Cláudia Collucci, Folha de São Paulo

Ao entrar na garagem, estranhei um carro da Polícia Técnica estacionado em frente ao prédio. Perguntei ao zelador o que havia acontecido e a resposta foi evasiva: “foi um acidente, dona Cláudia”. Não satisfeita, quis saber mais.

Meio constrangido, ele contou que moça do décimo andar tinha se jogado do apartamento durante a madrugada. Ninguém percebeu até que um morador abriu a janela pela manhã e viu um corpo estendido sobre a laje do salão de festas.

A mulher tinha 42 anos, problemas com álcool e diagnóstico de depressão crônica. Morava com o pai idoso e já havia tentado outras duas vezes o suicídio.

Bate uma mistura de tristeza e impotência quando alguém que mora seis andares abaixo do seu apartamento não vê mais razão na vida e decide acabar com ela. Nesses momentos, também fica claro o desconforto que muitas pessoas sentem em falar sobre o tema. Vi isso estampado no rosto do zelador.

Por que falar sobre isso agora? Porque falar é o primeiro passo para a prevenção. No Brasil, o suicídio é considerado um problema de saúde pública. Ao menos 25 pessoas se matam diariamente e, segundo pesquisa da Unicamp, 17% dos brasileiros pensaram seriamente em tirar a própria vida pelo menos uma vez.

E o que poucos sabem: mais de 90% dos casos de suicídio podem ser evitados. A Associação Internacional de Prevenção do Suicídio definiu o tema “Preconceito: uma barreira à prevenção do suicídio”, como a bandeira deste ano a ser levantada no dia 10 de setembro, Dia Internacional de Prevenção do Suicídio.

Também como parte dessa estratégia, o CVV (Centro de Valorização da Vida) criou o movimento “Isso me faz seguir em frente”, que busca estimular as pessoas a refletirem sobre suas emoções e motivações para a vida.

Originalmente on-line, o movimento tem como base a fanpage no Facebook, na qual os internautas compartilham as suas motivações para seguirem em frente, que podem ser pessoas, causas, sensações ou hábitos.

Pode-se simplesmente escrever na linha do tempo ou baixar uma das placas produzidas para o movimento –disponíveis no álbum da própria página–, escrever sua motivação, tirar uma foto e enviar como mensagem na fanpage. A equipe que administra a página publica a foto na sequência.

A intenção é estimular as pessoas a buscar o equilíbrio e encontrar alternativas para as mais diversas situações da vida. E abrir um canal para se falar abertamente sobre o assunto, colocar-se à disposição de quem busca ajuda e, quando for o caso, entender que é possível pedir socorro e mudar o rumo de sua vida.

“Nem sempre conseguimos identificar facilmente o que nos motiva ou nossos objetivos de vida, pois não temos o costume de realizar essa autoavaliação. Todos nós temos bons motivos para viver, o que ocorre é que, eventualmente, temos dificuldade em fazer essa identificação”, diz um voluntário do CVV.

>>Leia a reportagem