Uma declaração de amor

Por: blog Cinema e Cultura – 14/8/2013

O filme Elena surpreendeu a todos – e atraiu – bastante curiosidade do público em geral depois do um vídeo que rolou no Facebook trazendo vários artistas famosos falando sobre uma tal de Elena, suspirando de saudade e lembrando com muito amor. Veja abaixo antes de ler o post:

Pois é, corri para ver onde o filme estava sendo exibido e só tinha em um (isso mesmo 1!) cinema no Rio de Janeiro. Sem contar que era super longe da minha casa. Enfim, aguardei alguns meses e a curiosidade só aumentava pra saber a história dessa menina que chamou a atenção e levantou os suspiros de Wagner Moura (um dos meus atores preferidos de to-do o Universo!). Esperei chegar no mundo das internetes para conferir e corri pra contar minha experiência aqui no blog. 🙂

Elena não é apenas um filme. É uma declaração de amor de Petra Costa, a diretora, a sua irmã, Elena. É um sentimento bem comum entre irmãos que se dão bem e eu me senti totalmente tocada, porque a minha irmã é uma referência muito forte pra mim, assim como Elena era para Petra, a caçula. Caçula que como eu, dedicou um filme diferente de tudo que vi e de tudo que foi produzido pelo cinema nacional.

Toda história é narrada do ponto de vista de Petra e de sua mãe, contando a vida de Elena até o seu trágico suicídio, explorando sua paixão pelo teatro e sua vontade de ser atriz de cinema. Para aqueles que são mais agitados, o filme que dura 74 minutos pode parecer bem chato mas garanto que vale a pena! Na verdade, trata-se de um documentário.

A parte que mais marcante pra mim foi quando a mãe de Petra entra em cena contando um pouco sobre Elena. O suicídio foi um marco na família e é tratado de uma forma bem delicada, o que faz toda a diferença. Posso dizer que toda a produção é bem sutil, encantadora, você se sente parte da família ao ver as gravações da infância das irmãs Costa. Eu adorei <3

Indico a todos que gostam de uma experiência nova, de um filme delicado e uma produção bem feita. Já que Petra dedica o filme a Elena, dedico esse post a minha irmã Nathalya.

Índice

(345 artigos)