Não consigo esquecer ELENA

Por: Cíntia Dietrich – blog Pensamentos entre Aspas – 20/8/2013

Conheci Elena há 5 dias enquanto assistia a um filme/documentário. Quem me apresentou a ela foi Petra, sua irmã, e fez isso de uma forma tão peculiar, detalhista e sensível que em alguns momentos me fez ter dúvidas sobre qual das duas eu estava conhecendo mais a fundo.

Não posso definir do que se trata o filme, não ouso! E cada vez que vejo alguém tentando fazê-lo confesso uma certa irritação; “É sobre Elena!” eu digo, enquanto alguns amigos me olham como se isso não definisse absolutamente nada. O problema é: eles estão completamente enganados. Ao assistirem ao filme irão descobrir que Elena é a menina que não imagina uma vida sem arte, que tem sempre um aperto no peito e que dança com a lua. Ela também quer ser atriz, adora a sua irmã mais nova e fica muito triste as vezes.

Por isso venho falar de Elena. Aqui, onde me exponho através de mil personagens e da escrita em primeira pessoa. Porque eu sou ela, ou ao menos uma parte dela. Todos somos um pouco da Elena, mesmo achando isso ruim. Eu acho poético, e  devo isso a Petra que me mostrou sua irmã em forma de poesia. Não consigo esquecer e tenho certeza de que você também adoraria conhecer Elena.

Índice

(345 artigos)